Mulheres quem mudaram a história

Autora: Lua Corrêa

As mulheres estão presentes em todos os lugares e respondem por boa parte dos avanços tecnológicos, científicos, sociais e artísticos da nossa sociedade, porém ainda observamos que o reconhecimento de suas conquistas tende a ser menor do que o demonstrado para com os homens. Você se lembra de estudar sobre mulheres que revolucionaram a medicina, a física, o jornalismo, a filosofia? Quantas autoras mulheres constam nas bibliografias das escolas e universidades? E entre as que lá estavam, quantas eram negras e não norte americanas ou europeias?

Temos hoje a missão de cultuar aquelas que marcaram a história. Separamos 5 mulheres incríveis e que seu trabalho merece ser conhecido e reconhecido:

· Rosa Parks, símbolo dos direitos civis americanos (Tuskegee, Alabama 1913 – 2005) A costureira e ativista negra norte-americana se tornou símbolo dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos. Ela se recusou a ceder o seu lugar para um homem branco em um ônibus, motivo pela qual acabou presa. A sua atitude desencadeou o movimento “Boicote aos Ônibus de Montgomery”, ocorrido entre os anos 1955 e 1956, e, posteriormente, marcou o início da luta antissegregacionista no país.

· Marie Curie, criadora da teoria da radioatividade (Varsóvia, Polônia 1867 – 1934) Marie Curie foi uma cientista polonesa radicada na França que desenvolveu pesquisas pioneiras sobre a radioatividade. Ela foi a primeira mulher a receber um Prêmio Nobel e a única pessoa a ganhar o prêmio duas vezes em diferentes categorias: física e química. Além de desenvolver a teoria da radioatividade, termo que ela mesma cunhou, Mari descobriu dois novos elementos químicos, o polônio e o rádio.

· Carolina Maria de Jesus (Minas Gerais, Brasil 1914 – 1977) Carolina foi uma escritora, compositora e poetisa brasileira, conhecida por seu livro “Quarto de Despejo: Diário de uma Favelada” publicado em 1960. Carolina de Jesus foi uma das primeiras escritoras negras do Brasil e é considerada uma das mais importantes escritoras do país. Apesar de ser tema até hoje de debates acalorados entre estudantes de universidades por todo país, Carolina morreu sozinha e pobre.

· Gertrude B. Ellion, criadora da quimioterapia A bioquímica americana recebeu o Nobel de Medicina em 1988, depois das suas pesquisas no Wellcome Research Laboratories, do Research Triangle Park, complexo de pesquisa de três universidades da Coralina do Norte. Durante seus estudos, ela desenvolveu uma droga para o tratamento da leucemia. Além disso, descobriu importantes princípios de quimioterapia, amplamente utilizada para o tratamento de vários tipos de câncer na atualidade.

· Wang Zhenyi (China1768-1797) Foi uma cientista chinesa da dinastia Qing. Mulher muito forte e inteligente, ela violou os costumes feudais da época, que impediam os direitos das mulheres, ao trabalhar arduamente para se educar em assuntos como astronomia, matemática, geografia, medicina e poesia.

Esperamos que esse pequeno texto te inspire a lutar e mudar o mundo, como uma garota!!!

Rolar para cima