Projeto para mestrado, como se preparar?

Autora: Lua Corrêa

O mestrado é um grande passo para quem deseja se aprofundar em sua área de formação, é um curso na modalidade stricto sensu e possui uma carga horária maior do que uma especialização, permitindo que profissional se torne mestre no assunto estudado e concedendo a ele esse título. O graduado que opta pelo mestrado tem, em princípio, o objetivo de lecionar e crescer no meio acadêmico, dentro do curso são estimuladas as reflexões teóricas, ampliando seus conhecimentos e pesquisando a fundo determinado assunto acadêmica. Se você está pensando em se inscrever em um programa de mestrado, veja nossas dicas de como se preparar para tal. Dica 0: Certifique-se de que o mestrado é realmente pra você! Essa é a primeira questão a ser solucionada, já que dentro do meio acadêmico existem muitas áreas de atuação e você precisa entender qual a melhor opção e como você deseja para o seu dia a dia profissional. O mestrado te encaminhará para ministrar aulas no ensino superior e para a área da pesquisa acadêmica. Se você ainda não decidiu qual caminho seguir após a graduação, também temos um texto completo sobre quais as modalidades de curso, qual o perfil de cada profissional de quem opta por cada uma das opções disponíveis.

Dica 1: Entenda os editais e como eles funcionam: Nem todos os programas de pós graduação exigem provas como critério de avaliação, em sua grande maioria, o ingresso nos cursos acontece por meio de editais. Logo de início a quantidade de documentos e comprovações pode assustar quem nunca pesquisou sobre o tema, para não perder o prazo do edital que deseja é imprescindível que você leia os editais anteriores de foque em conseguir todos os documentos que foram solicitados em anos passados. Invariavelmente são exigidos: carteira de identidade, cadastro de pessoa física (CPF), título de quitação do serviço militar, currículo Lattes ou até mesmo um comprovante específico da sua área. Em alguns casos também é solicitado o memorial, um documento com resumo biográfico sobre a sua formação universitária e atividades técnicas, didáticas e científicas, por exemplo; ou um plano de trabalho, envolvendo atividades de ensino, orientação e pesquisa.

Dica 2: Tenha um Currículo Lattes: Ele é utilizado para registrar os dados e as realizações acadêmicas de estudantes e pesquisadores. Na Plataforma Lattes, mantida pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico, é possível registrar os artigos científicos, de autoria ou co-autoria, participação em eventos, livros escritos, pesquisas realizadas, entre outros. Caso tenha dificuldades para desenvolver o currículo conte com a consultoria especializada da Conceptual Courses.

Dica 3: Monte seu projeto de pesquisa: No projeto é necessário mostrar à banca avaliadora qual o seu objetivo de pesquisa. Nesse documento o candidato deve demonstrar seus conhecimentos na área, apresentando ainda que de maneira inicial o problema que deseja solucionar e como pretende resolver. Geralmente os tópicos que devem ser seguidos são:

· Título;

· Delimitação do tema;

· Justificativa;

· Objetivos;

· Problema de pesquisa;

· Hipóteses (facultativo);

· Procedimentos metodológicos;

· Referências bibliográficas;

· Indicação da linha de pesquisa.

Dica 4: Atente-se para a prova de proficiência em idiomas: O candidato deve indicar pelo menos um idioma (ou até mesmo dois no caso do doutorado) para que possa ser avaliado, entretanto não é necessário ser fluente, mas demonstrar conhecimento sobre a língua escolhida.

Dica 5: A temida banca avaliadora: Os critérios de avaliação são definidos pelas comissões de seleção, formadas por docentes de cada programa. Elas são responsáveis por preparar as provas e as entrevistas individuais; analisar a documentação apresentada; avaliar o projeto e o Lattes e divulgar o resultado final do processo seletivo. Entender os critérios da avaliação pode prepará-lo sobretudo para a entrevista. Treine o máximo possível e, se puder, faça algum curso sobre postura e oratória para transmitir com clareza o seu projeto de pesquisa.

Dica 6: Mestrado Internacional: Nesse caso, além de todos os passos anteriores o candidato deve atentar-se ao passaporte, visto, cronograma para a viagem, além é claro, escolher um local para morar durante sua estadia.

Bônus: Se tudo estiver confuso, conte conosco! Nós prestamos consultoria para o mestrado, através dela conseguimos te auxiliar desde a escolha pelo mestrado até a conclusão do mesmo. Tenha um suporte especializado para facilitar e tornar esse processo menos estressante.

Mestrado e doutorado : no projeto de pesquisa conte o que você pretende estudar”, texto publicado na PUCRS, [Online], disponível em: https://www.pucrs.br/blog/mestrado-e-doutorado-no-projeto-de-pesquisa-conte-sobre-o-que-voce-pretende-estudar/ [Consultado em: 04.2021].

Como funciona o processo seletivo para mestrado e doutorado”, texto publicado na PUCRS, [Online], disponível em: https://www.pucrs.br/blog/como-funciona-o-processo-seletivo-para-mestrado-e-doutorado/ [Consultado em: 04.2021].

Afinal, o que é Curriculo Lattes”, texto publicado no portal Educa Mais Brasil, [Online], disponível https://www.educamaisbrasil.com.br/educacao/carreira/afinal-o-que-e-curriculo-lattes [Consultado em: 04.2021].

Como se preparar para mestrado e doutorado em 2021?”, texto publicado na PUCRS, [Online], disponível em: https://www.pucrs.br/blog/como-se-preparar-para-entrar-no-mestrado-e-doutorado-em-2021/ [Consultado em: 04.2021].

Rolar para cima